quinta-feira, 15 de abril de 2010

A Energia de Cura da Sálvia - Série o Poder da Natureza


Por Rosangela Vecchi Bittar
Terapeuta Complementar Especializada pela Universidade Federal de Pernambuco em Terapia Floral, Mestre em Reiki, Aromaterapeuta, Cromoterapeuta.


A Sálvia é um arbusto pequeno cheiroso, com folhinhas peludinhas, com flores que podem ser brancas, azuis ou lilás, existe cerca de 500 espécies de Sálvia no mundo. São pequenos arbustos de 40 a 80 cm de altura, originária do Mediterrâneo, cresce em solo calcáreo e pertence à família botânica das labiadas (lamiaceae).

Seu nome latino significa "salvar", os povos antigos diziam que aquele que tivesse uma muda de sálvia no jardim ao precisava pensar na morte, talvez por associá-la a longevidade. Os romanos chamavam a sálvia de erva sagrada a utilizavam como escudo contra o "olho grande". Também, na Medicina Popular Italiana, aconselha-se aplicá-la sobre o corpo do recém nascido tão logo o cordão umbilical seja cortado.

Na culinária é muito usada como tempero. Na cosmética, seu uso é conhecido como restaurador para cabelos castanhos, usando o chá bem forte como rinse, dizem que os cabelos brancos voltam à cor. Seu corante é utilizado para tonalizar lãs em tons de verde e amarelo. Também usada como dentifrício caseiro adicionando sal a sálvia remove tártaro e clareia os dentes.

Existem muitas variedades, mas a variedade Salvia Officinalis é a mais conhecida. Seu chá é utilizado para gengivas irritadas; dores de garganta; qualquer problema de mucosas; restaura a energia; ajuda na digestão; tonifica o fígado, é adstringente e carminativa. Tem como propriedades ser adstringente, anti-séptica, aromática, estrogênica, reduz a sudorese, tônica.

O óleo essencial da Salvia Officinalis deve ser utilizado criteriosamente. Não deve ser usado na gravidez e amamentação, pois pode conter o fluxo do leite materno. É um óleo forte e pode causar convulsões, paralisia quando ministrado em excesso, portanto cuidado! O óleo as Salvia Esclarea em inglês Clary Sage tem as mesmas virtudes da Salvia Officinalis. No antigo Egito era utilizado para tratar infertilidade.

Em pequenas doses é calmante, antidepressivo, combate a ansiedade e tensão, pois, relaxa o sistema nervoso parassimpático. É indicado para cansaço, mágoa, estimula a memória. A nível do corpo físico é benéfico para o sistema reprodutor feminino porque imita ao estrogênio, regula o ciclo menstrual, bom para a famosa cólicas da TPM que tanto irrita as mulheres e incomodam a seus parceiros, porque a dor conduz a irritação, impaciência que acaba refletindo no relacionamento. Auxilia a concepção. Na menopausa atua sobre os calores típicos. Tônico do aparelho digestivo, indicado para os casos de perda de apetite, alivia prisão de ventre, diurética, tonifica fígado e rins. Cicatrizante de feridas em mucosas. Eleva a pressão arterial. Benéfico no caso de dor muscular, inflamação muscular (fibrosite). Na pele com sangramentos oriundos de cortes, auxilia a cicatrização.

Nível emocional e espiritual é um excelente óleo para aqueles que têm medo da abertura aos reinos celestiais e outras dimensões da existência, ajudando-os a lidar com os conflitos interiores que criaram as suas limitações ou medos.
Na apresentação em óleo ou erva medicinal é contra-indicada para mulheres grávidas e
epiléticos.

Observação: Os óleos essenciais devem ser manipulados adicionando um óleo vegetal para que seja utilizado localmente. Assim, podemos usar amêndoa doce, sementes de uva, abacate, maracujá, germe de trigo, nunca em óleo mineral. A proporção para cada 30 ml. é de 20 a 30 gotas, no caso da sálvia melhor usar 20 gotas para cada 30ml.

Escalda pés pode-se usar 5 a 7 gotas numa bacia com cerca de 7 litros de água morna e massageio os pés. Para o caso de TPM que atinge a maioria das mulheres ode-se usar sálvia com Lavandula Officinalis e se quiser acrescentar folhas ou o óleo de manjericão.

Como Essência Floral: temos o Sage (Salvia Officinalis) do Sistema da Califórnia FES, elaborado com as flores de cor violeta indicada para aqueles que necessitam aceitar as transições da vida como o processo de envelhecimento, dificuldade de aceitar limitações físicas, memória, sabedoria que a experiência de vida traz. Aplica-se a situação de necessidade de desapegar, ao reconhecimento de valor, a auto-estima, processos como menopausa e andropausa. A mesma flor no Sistema Francês chamada: Sauge harmoniza a alma, nos traz a capacidade de refletir sobre o significado dos acontecimentos vividos, abre a sabedoria interior e para aqueles que têm dificuldade de aprender as lições contidas nas experiências do passado é complementar ao Chestnut Bud do Sistema Bach que é indicada para aprendizado. A Sauge é útil para aqueles que diante de um acontecimento se pergunta: "Qual o sentido disso tudo?". Recomenda-se também, a pessoas excessivamente materialistas. No físico age na digestão, para melhor assimilação do alimento. Relaxa as tensões do corpo e a eliminação, pois é laxante.

Nos Florais Brasileiros: de Minas o floral Sálvia a subespécie utilizada é também a Officinalis e indicada para dificuldade de assimilação das experiências de vida da mesma forma que as anteriores mencionadas; para aqueles que têm uma interpretação material e grosseira da vida; indicada para pessoas especiais com problemas mentais retardamento e dificuldades de aprendizado, integrando conhecimento. Ajuda a amadurecer e a nível físico coadjuvante em problemas digestivos e imunológicos. No Sistema de Saint Germain, a espécie utilizada é a Salvia Leucantha cujo floral se chama Pectus que traz a energia para enfrentar padrões de comportamento repetitivos de submissão e resignação. |Limpa mágoas e ressentimentos por situações vexatórias, injustiças e relacionamentos humilhantes. Indicada para pessoas que vivem em constante estado claustrofóbico, sensação de aprisionamento, onde suas almas não encontram saída. A nível físico surge displasia e nódulos nos seios. Esta essência floral auxilia a se libertar das velhas amarras que bloqueiam o caminho a seguir. A Essência do Sistema Saint Germain tem uma vertente diferenciada das anteriores.

Segundo a Barbara Espeche (no livro Flores da Califórnia II Sistema de Essências Pluralistas Repertório de Sintomas – Argentina, Ediciones Continente), a sálvia alinha o corpo espiritual e estimula o lado filosófico e a associa ao arquétipo do ancião sábio.

Rosangela Vecchi Bittar
Terapeuta especialista pela Universidade Federal de Pernambuco
Pesquisadora
Mestre em Reiki – Aromaterapeuta
E-mail: rosangela.bittar@globo.com
Contato: (81)8843-0584 e 8130-5882


Clique aqui e conheça a loja Cosmética Sustentável, que nasceu deste blog!

2 comentários:

  1. Ótima postagem.
    Sou química da área cosmética e amante de Aromaterapia.
    Adoro usar a sálvia na culinária, dá um sabor especial.
    BJs.

    ResponderExcluir
  2. rosangela v.bittar16 de abril de 2010 05:48

    OLá, Estela!
    Fico feliz que tenha gostado do post.
    Sinto-me incentivada por sua opinião.
    Muito obrigado pelas palavras.
    Bjs
    Rosangela V.Bittar

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...